Nascimento e Ocaso da Lua


Percurso relativo da Lua

Em navegação, entenda-se aqui como o método para nos localizarmos no mar, podemos servir-nos de alguns astros, como a lua, para o cálculo da posição. O Nascimento e o Ocaso da Lua são alguns dos momentos importantes para obter esses dados.

Nascimento e o Ocaso da Lua são geralmente definidos como o instante em que o limbo superior da Lua toca no horizonte do observador.

Azimute - É o arco em graus, na linha do horizonte, desde o Norte ao local onde se ergue ou põe a Lua. Por convenção esse arco tem o sentido dos ponteiros do relógio num círculo de 360º com o Norte a assumir o valor 0.

Fase da Lua - É o aspecto que a Lua toma como consequência da reflexão da luz solar vista da Terra.

Pode consultar as Horas do Nascimento e Ocaso da Lua a partir do Site do Observatório Astronómico de Lisboa.


Fases da Lua

Quando olhamos para a Lua vemos com alguma frequência que aquela está iluminada. Umas vezes parcialmente, outras na totalidade e outras ainda que parece que não se vê. Essa luz não é mais que a luz solar reflectida na Lua que vista da Terra dá diversos aspectos ao nosso satélite. Designam-se por fases estas aparências e correspondem a posições da Lua no espaço em relação à Terra e ao Sol. Na fase de Lua Cheia a Lua, vista da Terra, está totalmente brilhante por se encontrar do lado oposto do Sol reflectindo na totalidade da sua face a luz solar. Quando está na fase de Lua Nova a Lua não está visível pois está do lado do Sol e por isso não é possível ver da Terra qualquer reflexão dos raios solares.

As fases intermédias, Quarto Minguante e Quarto Crescente correspondem ao meio da viagem entre a outras fases e devem o seu nome ao facto de estarem a diminuir ou a aumentar a quantidade de luz reflectida devido à sua posição relativa no espaço. Para os navegadores as fases da Lua são especialmente importantes pois têm grande influência nas marés e suas amplitudes.

Pode consultar as Fases da Lua a partir do Site do Observatório Astronómico de Lisboa.