Nascimento e Ocaso do Sol


Percurso relativo do Sol no dia 18 de Agosto

Em navegação, entenda-se aqui como o método para sabermos a nossa localização no mar, existem alguns momentos que são importantes para facilitar a tomada de coordenadas para a obtenção do ponto. O Nascimento e o Ocaso permitem-nos obter latitudes a partir de azimutes e da hora do evento, enquanto o Crepúsculo tomar altura dos astros mais brilhantes com o horizonte ainda visível.

Nascimento e o Ocaso do Sol são geralmente definidos como o instante em que o limbo superior do Sol toca no horizonte do observador.

Crepúsculo - A claridade na transição do dia para a noite ou da noite para o dia, depois do Sol mergulhar no horizonte ou antes que nasça. Assim se consideram os dois crepúsculos - o da tarde ou vespertino e o da manhã, ou matutino. O espaço de tempo iluminado pelos raios solares, depois do ocaso ou antes do nascimento do astro.

Crepúsculo Civil - O crepúsculo que começa de manhã ou o que acaba à tarde, em qualquer dos casos quando o centro do sol está a 6º abaixo do horizonte. Por esta ocasião, o horizonte está bem definido e são visíveis as estrelas mais brilhantes.

Crepúsculo Náutico - O crepúsculo que começa de manhã ou o que acaba à tarde, em qualquer dos casos quando o centro do sol está a 12º abaixo do horizonte. Nesta ocasição começa a definir-se o horizonte.

Crepúsculo Astronómico - Quando, de manhã ou à tarde o centro do sol está a 18º abaixo do horizonte. Já não chamamos manhã ou tarde mas sim noite pois a escuridão é total.

Azimute - É o arco em graus, na linha do horizonte, desde o Norte ao local onde se ergue ou põe o Sol. Por convenção esse arco tem o sentido dos ponteiros do relógio num círculo de 360º com o Norte a assumir o valor 0.

Pode consultar as Horas do Nascimento e Ocaso do Sol a partir do Site do Observatório Astronómico de Lisboa.