Rádio MF

A bordo de uma embarcação devem haver meios de comunicação rádio para que em qualquer caso de emergência se possa contactar outra embarcação ou uma estação terrestre para obtenção do apoio necessário. O rádio MF é usado sobretudo em navegação oceânica e seu alcance pode ir até cerca de 200 milhas ou mais, dependendo da potência do aparelho e das condições atmosféricas. O seu alcance é a sua grande vantagem, o que no mar será mesmo o mais importante.

Tal como no VHF, a instalação e o uso de um MF a bordo requer autorização das entidades oficiais que após a respectiva vistoria e aprovação emitirão uma Licença de Estação com o respectivo indicativo de chamada. Este indicativo representa a identificação da estação a bordo e, em conjunto com a Licença de Estação, deverá estar afixado em junto do aparelho.

Um aparelho de MF compõe-se basicamente do seguinte:

Na parte do EMISSOR

  • Selector de Canais ou Frequências - permite a escolher o canal ou a frequência para a emissão.
  • Selector de Potência - permite seleccionar a potência de emissão do aparelho. A maioria das vezes a potência mínima é suficiente.
  • Modo de emissão (MODE)

    H3E - É a classe de emissão em banda laterla única (SSB) em que são transmitidos ao mesmo tempo a frequência de suporte e a banda lateral superior. Esta classe só pode ser usada quando se selecciona a frequência 2182 kHz.

    R3E - É a classe de emissão em banda laterla única (SSB) que difere do H3E por ter a onda de suporte reduzida. Esta classe é destinada para ligações à rede telefónica.

    J3E - É a faixa lateral única (ou SSB puro), isto é, constitui a classe de emissão em que só é transmitida a banda lateral superior. Esta é a classe de emissão em que para e mesma potência utilizada a transmissão tem maior alcance.

  • Sinal de Alarme

    Teste do Alarme (TEST ALARM) - verifica que o sinal de alarme funciona sem fazer a sua emissão.

    Alarme (SEND ALARM) - emite o sinal de alarme.

  • SIMPLEX / DUPLEX - Em modo Duplex a emissão e recepção pode ser feita em simultâneo enquanto que em Simplex, a exemplo do VHF, a comunicação é alternada, ou seja enquanto se emite não é possível receber e vice-versa.

Na parte do RECEPTOR

  • Controle do Volume - regula o som audível.
  • Selector de Canais ou Frequências - permite a escolher o canal ou a frequência para a recepção.
  • Sensibilidade (GAIN) - permite regular o ganho de RF, de modo a receber em melhores condições estações fracas ou muito distantes.
  • SERVIÇO (SERVICE)

    AM AGC - permite receber estações a trabalhar em dupla banda lateral, com ou sem o automático de ganho (AGC) ligado.

    SSB AGC - permite a recepção embanda lateral única com a onde de transporte reduzida ou suprimida (R3E ou J3E), com ou sem o automático de ganho (AGC) ligado.


Regras gerais do uso de um MF

O rádio MF destina-se prioritariamente a ser usado em emergências, por isso deve, sempre que possível, manter-se em escuta na frequência 2182 kHz. Se por qualquer motivo isso não for possível faça escuta nessa frequência nos períodos de silêncio (os 3 minutos a seguir às horas e meias-horas). É proibido efectuar qualquer emissão em 2182 kHz durante os períodos de silêncio, a não ser se for uma comunicação de socorro.
Lembre-se que sempre que oiça o sinal de alarme radio-telefónico (sinal de dois tons com a duração de 30 a 60 segundos) ou MEDÊ, PANEPANE ou SECURITÊ, que são os indicativos de socorro, emergência e segurança deve terminar toda a comunicação, ficar à escuta e prestar ajuda se necessário.
Os radio-telefones só deverão ser usados para comunicações que digam respeito à segurança da navegação, à troca de informações referentes às actividades das embarcações e ao serviço de correspondência pública.
Não esquecer que a pessoa responsável pela embarcação (mesmo que não seja o operador) é responsável pelo serviço da estação de bordo.

  • Antes de comunicar deve verificar que as frequências de escuta e trabalho estão livres.
  • Deve pensar no que vai dizer de modo que a mensagem seja curta e precisa.
  • Sempre que possível utilize a potência reduzida.
  • Se a estação com a qual deseja comunicar tem escuta em 2182 kHz e outra frequência, a chamada deve ser feita nesta última.
  • Lembre-se que não pode transmitir em 2182 kHz durante os períodos de silêncio!
  • Ao fazer uma chamada deve indicar uma vez o indicativo de chamada da estação ou navio seguido de aqui e duas vezes o indicativo de chamada ou o nome da sua embarcação.
    • Ex: MADEIRA RÁDIO aqui S.JOÃO, S.JOÃO
  • se a comunicação não for fácil deve repetir o nome das estações, mas não mais de três vezes.
    • Ex: MADEIRA RÁDIO, MADEIRA RÁDIO, MADEIRA RÁDIO, aqui S.JOÃO, S.JOÃO, S.JOÃO
  • Passe logo que possível para o canal de trabalho.
  • Fale com calma, de modo claro e pausadamente, para evitar repetições e perca de tempo.
  • Nas comunicações devem ser usadas as expressões de serviço.
  • Quando terminar a sua comunicação e esperar uma resposta da outra estação de acabar a sua frase com a palavra ESCUTO.
  • Termine totalmente a sua comunicação com a palavra TERMINADO e passe de novo para o canal de escuta.
  • No caso de chamadas a embarcações cujo nome se possa confundir com chamadas de socorro, a chamada deve ser prefixada, por exemplo, com a palavra "EMBARCAÇÃO", "IATE" ou outra similar. Assim a chamada seria feita por IATE TAN IATE TAN IATE TAN aqui ... em vez deTAN TAN TAN ... que se pode confundir com PANE PANE ....

É proibido o seguinte:

  • O uso das frequências para outros fins que não sejam o do Plano Nacional.
  • A emissão em 2182 kHz durante os períodos de silêncio (3 minutos a seguir às horas e meias-horas).
  • Carregar no botão de emissão no intervalo entre emissões (em vazio).
  • Efectuar emissões nos portos ou quando fundeado junto à costa.
  • Comunicações desnecessárias, emissão de música ou expressões contrárias à boa moral.
  • Uso de códigos não autorizados ou enganadores.

Uso do MF fora dos portos

No mar deve manter-se em escuta na frequência 2182 kHz, salvo se estiver em ligação com uma estação costeira que faça a escuta nesse canal.

Se navegarmos dentro de uma área de uma estação de correspondência pública é possível através do MF comunicar com a rede telefónica. Em Portugal as estações costeiras da MARCONI fornecem os seguintes serviços em português, inglês e francês:

  • Ligações telefónicas com todos os países
  • Radio-telegramas telefonados
  • Conselhos médicos via rádio (gratuito)
  • Difusão de Avisos Horários (avisos aos navegantes)
  • Previsões meteorológicas para a navegação (gratuito)

Também é possível a qualquer assinante entrar em comunicações com uma embarcação, desde que se encontre até 200 milhas da costa e esteja em escuta na frequência 2182 kHz. Neste caso o assinante deve indicar ao operador o nome da embarcação e a zona provável de navegação.
A estação costeira da respectiva área chamará o navio na frequência 2182 kHz e passará à escuta. Logo que o contacto com a embarcação esteja estabelecido será indicado a frequência de trabalho e feita a ligação com o assinante.

As comunicações entre navios, e no mar, far-se-ão nos seguintes canais:
Chamada 2182 kHz (fora dos periodos de silêncio)
Trabalho as frequências atribuídas no Plano Nacional de MF.


Uso de MF nos portos

Nos portos nacionais não é permitido efectuar comunicações em MF, salvo em acções tendo como objectivo o salvamento de navios ou a salvaguarda da vida humana, ou ainda quando estão em curso vistorias oficiais aos equipamentos.

Nike Phantom Vision DF FG